Artigos

Nossos conteúdos

Que tal aprender mais sobre como o Marketing Digital consegue ajudar a sanar as dores do seu negócio?

5 benefícios do marketing digital para e-commerce

aprox. 15 min / E-commerce marketing digital

As lojas virtuais nunca foram tão populares como são agora. Por isso mesmo, a concorrência se tornou ainda maior nos últimos tempos. Em um ambiente virtual, o único jeito de sair na frente é com o marketing digital para e-commerce.

O marketing digital é o conjunto de estratégias no ambiente virtual que faz com que internautas se tornem consumidores, e consumidores se tornem fiéis a uma marca. Ele vale para qualquer negócio, ainda que o trabalho seja todo feito online, diferente do marketing tradicional ou offline (propagandas em mídia física ou televisão, por exemplo).

Não se trata apenas de trazer as técnicas do offline para as telas. A abordagem é completamente diferente. Por exemplo, no digital, é possível analisar constantemente os dados do público, adaptando as metodologias e melhorando os resultados.

No caso dos e-commerces, a importância dessa é até maior, já que a própria empresa chega ao cliente exclusivamente pela internet. Ou seja, a loja não precisa alcançar especificamente pessoas de determinada região — ainda que isso seja possível. O que é necessário é captar o interesse das pessoas certas com base na probabilidade de que ela consuma os produtos.

Aí está o grande diferencial do marketing digital. Ele consegue entregar exatamente o que cada um gosta e precisa, formando uma ponte entre a marca e o tipo de consumidor ideal para ela.

Esse processo, como muitos outros, acontecem quando as estratégias certas são aplicadas. A seguir, entenda mais sobre esse universo e descubra quais soluções são perfeitas para o seu e-commerce!

 

Vantagens do marketing digital para e-commerce

Antes de falar sobre a parte técnica e o “como”, vamos explorar mais o “porquê”. É importante entender exatamente qual o objetivo do marketing digital como estratégia para e-commerces. Confira os benefícios!

 

     1. Presença online

Se para estabelecimentos físicos já é importante garantir alguma presença online, para e-commerces é essencial. Apenas o endereço da loja virtual em si não é garantia de presença no meio digital. É como ter um endereço, mas não passar o nome da rua para ninguém.

Podemos resolver esse problema de diversas maneiras. É possível usar as redes sociais, por exemplo, como placas que apontam o caminho para a loja. Além disso, as técnicas de personalização de anúncios do marketing digital fazem com que sua marca seja vista várias vezes pelas pessoas interessadas, mesmo quando não estão em nenhuma página da empresa.

     2. Autoridade

Com a presença consolidada, é imprescindível construir autoridade de marca. As pessoas estarão vendo a loja, mas ainda não a conhecem. Como ter certeza de que é confiável, que é seguro inserir dados de pagamento ou que os produtos realmente são entregues?

Essas são dúvidas muito comuns entre os consumidores. Um dos meios para provar a qualidade e confiabilidade de uma empresa online é a busca por informações. Além das básicas que sempre devem estar presentes, como formulário para contato e avaliações de compradores, outros conteúdos demonstram autoridade.

É o caso de um blog, desde que atualizado com posts relevantes para o público. Ele funciona de duas maneiras: tanto para gerar presença como autoridade. Ao ler um artigo embasado sobre os produtos que a loja vende, o usuário se sente mais confortável em investir ali.

Na era digital, os consumidores costumam pesquisar tudo sobre um produto e sua marca antes de efetuar uma compra.

     3. Segmentação

Essa é uma das maiores vantagens do marketing digital. No ambiente online, as estratégias certas permitem que as ações da loja alcancem as pessoas certas. Ou seja, nada de gastar rios de dinheiro em publicidade que será vista por milhares de pessoas, mas que só funcionará mesmo com poucas.

A segmentação parte de dados que já demonstram o prévio interesse no e-commerce em questão, ou no tipo de produto vendido. O alcance ainda pode ser bem grande, mas, nesse caso, as chances de que ele se transforme em vendas efetivas é bem maior.

     4. Custo-benefício

No marketing, qualquer que seja o âmbito, testes são de suma importância. Trata-se de uma área que lida com reações humanas e depende de respostas sociais, algo que nunca é 100% preciso. Portanto, a melhor maneira de escalar os resultados é testando para ver como o público responde.

O problema no marketing tradicional é que isso é bem custoso. Já no digital, o custo-benefício é o que chama a atenção de inúmeras empresas. Antes mesmo de lançar uma campanha por completo, é possível realizar os chamados testes A/B. E de forma mais rápida e barata do que seria, por exemplo, ir testando diferentes imagens em um outdoor.

     5. Fidelização

O marketing digital para e-commerce não termina de agir quando uma venda é realizada. Na verdade, há grande preocupação em fidelizar o cliente. Receita recorrente é um bem que qualquer negócio aprecia e, mais do que isso, satisfazer o consumidor traz outros benefícios.

Ao manter contato (de forma adequada) com o cliente, a loja não é esquecida e pode até ser divulgada pelo próprio público. Nesse caso, o usuário se torna um promotor da sua marca, sugerindo-a para amigos e familiares e expandindo a presença e autoridade de forma orgânica.

 

Estratégias de marketing digital para e-commerce

Agora que temos em mente todos os benefícios, vamos explorar um pouco as técnicas mais utilizadas nesse segmento.

 

Acompanhamento da jornada do consumidor

Online, raramente a jornada de compra do consumidor é linear. Sem métricas de acompanhamento, é impossível saber como o público está se portando no site, o que dificulta a implementação de ações estratégicas.

Com as métricas certas, dá para saber quais páginas são mais acessadas, qual o tempo médio de visita, em que momento os visitantes saem do site e até por quais canais eles mais chegam. Esses dados, conseguidos normalmente por ferramentas como o Google Analytics, orientam todo o projeto digital do e-commerce.

Abandono do carrinho de compras: como reconquistar o cliente

Uma das maiores frustrações em lojas virtuais é ver que o cliente chegou bem perto de finalizar uma compra, mas acabou desistindo. Ou seja, o produto era interessante o suficiente e todas as técnicas para levá-lo até aquele ponto funcionaram. Então, o que deu errado?

Nada, necessariamente. Como dissemos, a jornada online não é linear. As pessoas têm tempo para repensar, fazer cálculos, conversar com alguém antes de clicar em “completar”. Aí entra o remarketing, que vai pescá-la de volta, lembrando-a que o item que ela deseja ainda está disponível. 

Esse trabalho — que pode ser feito com e-mail marketing ou anúncios segmentados, por exemplo —, em conjunto com ofertas e promoções, aumenta significativamente as chances de retorno ao carrinho abandonado.

Com o marketing digital, é possível elaborar uma comunicação personalizada para atingir pessoas que já demonstraram interesse por seu produto, mas não finalizaram a compra.

Automação e fluxos de nutrição 

Com as informações sobre a jornada do consumidor, é possível criar fluxos de nutrição apropriados para cada momento. Isso significa que um visitante que acabou de conhecer a loja não receberá o mesmo e-mail, por exemplo, que alguém que abandonou o carrinho. Os dois estão em momentos diferentes.

Nisso entra a automação. Não dá para agir manualmente com cada um, mesmo que a personalização do contato seja necessária. Por isso, existem soluções que automatizam o envio de mensagens e anúncios com a separação em etapas, criando assim fluxos diferentes para cada grupo de clientes e nutrindo-os constantemente.

 

Alcançando boas posições no Google com SEO

No mar de sites que é a internet, o modo mais fácil de encontrar uma página específica é usando o Google. São mais de 3 bilhões de pesquisas por dia e seu público muito provavelmente está entre os usuários da plataforma. 

Contudo, pouco adianta se sua loja não estiver na primeira ou, no máximo, na segunda página de resultados. O que possibilita o posicionamento nesses locais privilegiados é, entre outras coisas, o uso correto de SEO: Search Engine Optmization

SEO é uma série de táticas que otimizam o site para que o Google entenda que ele é um bom resultado a ser mostrado em pesquisas específicas. Assim, seu e-commerce consegue competir com grandes nomes do mercado.

 

Preciso de qualificação para aplicar marketing digital para e-commerce?

Sim. Os termos e assuntos que abordamos neste artigo são apenas uma parte de tudo que o marketing digital pode fazer pela sua loja virtual. É de extrema importância que você escolha uma empresa de confiança para elaborar as estratégias certas, implementá-las, testá-las e mensurar os resultados.

Os objetivos do marketing digital para e-commerce são criar relevância, entender seu cliente e, claro, aumentar as vendas. Tenha certeza que está colocando essas responsabilidades nas mãos de profissionais qualificados e dedicados a verem seu negócio crescer! 


Sobre o autor

Fernanda Lujan Garcia Fernanda Lujan Garcia

Fernanda trabalha na parte de Conteúdo Interno na Calina. Jornalista em formação pela Unesp, é apaixonada por comunicação.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!