Calina

Artigos

Backend e Frontend: Estruturando seu Negócio Digital

aprox. 25 min /

Dados, imagem em azul, rosto humano.

Quem vê um site na internet talvez não perceba tudo o que está por trás das páginas. O layout é o que aparece, mas há uma complexidade de códigos e protocolos que os usuários não veem e que estruturam o site. Essa estrutura é composta por duas partes: backend e frontend.

Enquanto o frontend se refere aos códigos que dão vida à interface com o usuário, o backend remete à estrutura interna de dados e operações que conectam o site ao servidor. 

Esses conceitos são essenciais para entender o funcionamento de um site e o trabalho dos profissionais que lidam com essas estruturas.

Pode parecer um pouco abstrato para quem está chegando agora a esse mundo, não é? 

Mas nós vamos ajudar você a entender melhor o que é backend e frontend e qual é a importância disso para o seu negócio digital. Acompanhe agora:

O que é backend e frontend?

Homem em escritório usando o laptop.

É muito importante ter por perto um desenvolvedor para  ajudá-lo a fortalecer a segurança dos dados dos negócios.

 

Backend e frontend são conceitos da área da tecnologia da informação que dão nome às áreas de desenvolvimento de um site. 

Hoje eles são usados também para designar o profissional de TI que trabalha com cada uma dessas áreas (desenvolvedor backend e desenvolvedor frontend).

Quem tem um negócio digital precisa compreender essas expressões e suas diferenças para saber como se estruturam as páginas e quais profissionais devem contratar.

Então, vamos entender agora o que são backend e frontend:

 

Backend

Mulher no escritório usando o computador.

O backend e frontend objetivam oferecer ao usuário a melhor experiência de interação com sua página.

 

O backend é a área de desenvolvimento dos códigos e operações que conectam um site ao servidor. Essa parte de programação também é chamada de server-side (em português, “lado do servidor”).

Essa estrutura é responsável por ligar as páginas ao banco de dados para que eles possam ser acessados pelo usuário.

 É no banco de dados que estão armazenados o HTML, as imagens, os vídeos, textos e demais arquivos que compõem a página dos sites.

Quando uma pessoa acessa um site, é a estrutura do backend que processa esse pedido e busca as informações das páginas no banco de dados para entregá-las ao usuário. 

Quando alguém se cadastra em um formulário, é o backend que registra os dados no servidor e envia a confirmação de cadastro ao usuário.

Cabe ao backend, portanto, definir as respostas do servidor às requisições dos usuários e dar funcionalidade aos recursos do site. Para isso, o backend deve ser funcional no sistema operacional em que o software é executado (Windows, Linux, BSD etc.).

Além disso, como essa área lida com dados sensíveis, tanto do proprietário do site quanto dos usuários, o backend também é essencial para garantir segurança no uso de sites e aplicativos.

Frontend

Mulher usando computador.  Para tornar a experiência do usuário a melhor possível o desenvolvedor frontend dar funcionalidade à página.

O frontend é a área de desenvolvimento dos códigos da interface gráfica que aparece para o usuário e permite que ele interaja com o site e suas funcionalidades.

 Se o backend também é conhecido como server-side, o frontend é o client-side (em português, “lado do cliente”), já que se relaciona diretamente com o usuário.

Muita gente acredita que o frontend é o design do site. Porém, são coisas diferentes: a comunicação visual do site é responsabilidade do designer, que tem conhecimento e senso estético para isso.

Já o profissional que trabalha com frontend é responsável por tornar o design funcional, de maneira que os seus elementos apareçam corretamente e sejam eficazes. Para isso, o frontend utiliza as seguintes linguagens:

  • Linguagens de marcação (definem posições, padrões e maneiras de exibição);
  • Linguagens de folhas de estilos (definem cores, efeitos formatações dos elementos);
  • Linguagens de programação (definem as ações que são executadas pelos dados).

Se o backend precisa lidar com diferentes sistemas operacionais, a estrutura do frontend deve ser pensada para diferentes navegadores, como Google Chrome, Microsoft Edge e Mozilla Firefox. 

São esses programas que executam a interface gráfica e que o usuário utiliza para acessar os sites.

Quem trabalha nessas áreas?

Homem e Mulher trabalhando juntos.     Quando o profissional domina as técnicas de backend e frontend o denominamos desenvolvedor fullstack.

Quem trabalha nas áreas de desenvolvimento de um site ou aplicativo é desenvolvedor ou programador. Todo desenvolvedor trabalha com a criação de softwares que resolvem necessidades de usuários e de negócios.

Mas, para cada necessidade, essa carreira é dividida em diferentes especialidades — entre elas, o backend e o frontend.

O desenvolvedor backend realiza as atividades de “bastidores” do site, de maneira que garanta segurança, precisão e agilidade nas respostas às requisições dos usuários.

 Se fizéssemos uma analogia com uma casa, é o backend quem constrói as fundações, as estruturas, os pilares que sustentam a construção.

Já o desenvolvedor frontend é quem programa as telas e interfaces que o usuário utiliza, de maneira que proporcione a melhor experiência de uso para ele.

 Na analogia com uma casa, é esse profissional que organiza os espaços, os móveis e define como cada ambiente será usado.

Quando um profissional se especializa tanto no backend quanto no frontend e realiza as duas funções, ele é chamado de desenvolvedor fullstack

Nesse caso, ele realiza o fluxo completo do site, desde a interface com o usuário até a conexão com o banco de dados. Esse pode ser um diferencial para ganhar empregabilidade.

Além dessas especialidades, o profissional pode trabalhar também como desenvolvedor mobile ou desktop. Se for um desenvolvedor mobile, ele trabalha especificamente com programas e tecnologias para aplicativos de dispositivos móveis. 

Já o desenvolvedor desktop trabalha com softwares para computadores e notebooks e as tecnologias específicas para isso.

Independentemente da especialidade em que o desenvolvedor quiser trabalhar, é preciso entender um pouco de todas elas.

 Afinal, em um projeto, todas essas áreas podem interagir. E, para que o resultado final atenda às necessidades de negócio e seja funcional para os usuários, elas precisam se comunicar.

Principais tecnologias de backend e frontend

Desenvolvedores backend e frontend utilizam diferentes tecnologias para realizar o seu trabalho. No caso do backend, as principais linguagens utilizadas são as seguintes:

  • PHP
  • Ruby on Rails
  • Node.js
  • Python

Se o desenvolvedor backend trabalha com outras especialidades, ele ainda pode usar outras tecnologias, como C, C#, C++ e Java (para desktop) e Kotlin, Objective C e Swift (para mobile).

Já as tecnologias para frontend se dividem em linguagens de marcação, estilos e programação. Respectivamente, as mais usadas são estas:

  • HTML
  • CSS
  •  JavaScript

Além dessas, o frontend também pode utilizar outras tecnologias de desenvolvimento, como jQuery, Sass, AngularJS, React, Vue, Foundation, Bootstrap e muitas outras que já existem ou ainda podem surgir.

Quem trabalha nessa área precisa estar sempre de olho em novas tecnologias e atualizações que surgem a todo o momento.

Por que você precisa saber o que é backend e frontend?

Homem trabalhando no escritório usando laptop.Seja nos bastidores ou no palco conhecer as áreas de backend e frontend é muito importante para os negócios.

Talvez você esteja se perguntando qual é a importância de conhecer as atividades e o funcionamento do backend e do frontend.

Primeiramente, conhecer as estruturas internas de um site é essencial para quem deseja trabalhar nessa área e quer se dedicar a uma especialidade.

Backend e frontend são duas das principais áreas do desenvolvimento e fazem parte do dia a dia de um profissional de TI.

Mas talvez você tenha um negócio e entenda que não tem nada a ver com desenvolvimento. Aí está um engano. Afinal, todo negócio precisa hoje de uma presença na web, principalmente em sites.

Quando falamos de negócios nascidos no ambiente digital, ter uma presença consistente na web é uma obrigação. Então, saber o que é backend e frontend também é essencial.

Além disso, se você não trabalha com programação, provavelmente vai precisar contratar profissionais ou terceirizar esse serviço. 

Então, ao contratar, você deve saber quem são os desenvolvedores backend e frontend, o que eles fazem e quais são as suas responsabilidades.

Dessa maneira, você tem mais subsídios para avaliar as capacidades dos profissionais ou da empresa que contratar, negociar pelo serviço e saber o que pode ou não pode cobrar do seu trabalho.

Qual é a importância disso para um negócio digital?

Homem pensando. Quando falamos em otimização, as áreas de tecnologia da informação juntamente podem fazer toda a diferença.

 

Então, se você tem um negócio digital, qual é a importância do backend e do frontend? Vamos entender melhor.

Para um negócio digital, o site é a sua casa. É ali que a empresa se apresenta, recebe os clientes, faz o atendimento e vende os produtos ou serviços.

 É nesse ambiente, portanto, que a empresa deve causar uma boa impressão e conquistar a confiança do público.

Por isso, o site de um negócio digital precisa oferecer a melhor experiência ao usuário. Para isso, ele precisa ter um design agradável, navegação intuitiva, conteúdo relevante, carregamento rápido, ambiente seguro e recursos funcionais. 

Perceba que todas essas características dependem do desenvolvimento backend e frontend. 

A estrutura interna de códigos do site também é essencial para uma das estratégias mais importantes do marketing digital: o SEO (ou otimização para mecanismos de busca). 

De maneira geral, o Google quer que você ofereça uma boa experiência aos usuários — isso vai ajudar o site a conquistar uma boa posição no buscador.

Então, os robôs do Google que vasculham a internet analisam a arquitetura dos sites, a organização dos códigos, a segurança dos dados, a velocidade de carregamento, entre outros diversos fatores referentes à programação, para entender se o seu site merece um melhor posicionamento.

Backend e frontend, portanto, são essenciais para um negócio digital conquistar credibilidade diante do público e ainda ganhar as melhores posições no Google, que garantem mais visibilidade, tráfego orgânico e oportunidades de venda.

Então, você já sabe o que é backend e frontend e qual sua importância para o auxílio no desempenho dos negócios de sua empresa.

Falamos dessas duas áreas de desenvolvimento como as estruturas internas de um site, que são responsáveis por fazê-lo funcionar, mas também como o nome dos profissionais que trabalham com elas na área de TI.

Se você precisar contratar um desenvolvedor backend e frontend ou uma empresa que trabalhe nessa área, já sabe quais são as suas principais responsabilidades.

Agora, aproveite para ler o nosso artigo sobre a importância de uma consultoria de SEO e como esse serviço pode ajudar a identificar problemas e oportunidades de rankeamento do seu site no Google.


Sobre o autor

Grupo Raccoon Grupo Raccoon

Conteúdo exclusivo do Grupo Raccoon. O Grupo é formado pelas agências Calina, Raccoon e Rocky e tem performance em seu DNA.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!