Calina

Artigos

Saiba como cuidar da saúde financeira do negócio

aprox. 8 min / Finanças Negócios

 

Resultado de imagem para saúde financeira da empresa

Uma empresa pode fazer várias promoções para o consumidor, investir em marketing para divulgar um novo produto e ter uma presença digital super criativa e engajadora. Mas tudo isso só faz sentido se ajudar a manter a saúde financeira do negócio em dia.

Sabemos que não é fácil criar um negócio lucrativo e sustentável. Por isso, investimentos são necessários para promover as vendas, especialmente nos primeiros meses de empresa. Mas você nunca pode deixar de ter um olhar atento às finanças, para conseguir pagar as contas, tirar o pró-labore definido e ainda ter lucro ao final do mês.

Chegar a esse ponto significa mais tranquilidade para o empresário, e é bem melhor trabalhar assim, né? Então, se você também quer isso, veja agora algumas dicas para cuidar da saúde financeira da sua empresa:

Separe as finanças pessoais das empresariais

Este é um dos erros mais banais cometidos pelos empresários, principalmente em negócios familiares. O cartão da empresa fica no bolso e acaba sendo usado no almoço em família ou na viagem do fim de semana.

Sabe qual é o principal problema disso? Uma ou outra retirada parecem não ter impacto, o problema é que elas tendem a virar rotina, prejudicando a saúde financeira da empresa Dessa forma, você pode ficar sem capital de giro para garantir as operações e pagar as contas, e ainda faz uma confusão no fluxo de caixa.

Faça um planejamento de gastos e recebimentos futuros

Planejamento é essencial para manter a saúde financeira positiva da empresa. De olho nos gastos e recebimentos futuros, você consegue visualizar quais compras ou investimentos pode fazer — sem comprometer as obrigações — e evitar dívidas e atrasos nos pagamentos.

Mas não pense que o planejamento é feito somente para o mês. Pense no longo prazo: esteja preparado para o ano todo, ou até para 2 ou 5 anos adiante.

Mantenha o controle da saúde financeira em planilhas

Muitos empreendedores têm medo de números e planilhas, porque elas podem revelar uma realidade não muito agradável… Mas é melhor enfrentar essa dificuldade do que ver a empresa no vermelho todo mês!

Então, mantenha o controle financeiro em planilhas organizadas e faça uma atualização periódica, se possível, diária. As mais importantes são o fluxo de caixa e o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício).

Faça uma boa gestão do seu negócio

gestão empresarial é responsável por estruturar as atividades da empresa e facilitar o controle sobre tudo o que acontece lá dentro.

Assim, os processos ficam mais organizados, e o gestor consegue perceber com mais clareza os gargalos da empresa, as áreas com melhor produtividade e os investimentos que trazem mais retorno. Dessa forma, com organização, fica muito mais fácil manter a saúde financeira.

Administre o estoque corretamente

A gestão do estoque é um ponto sensível para a saúde financeira da empresa. Afinal, produtos parados representam receitas que não estão entrando e ainda geram custos de armazenamento.

Portanto, você precisa ter um controle rigoroso de entrada e saída de produtos, além de planejar as compras de acordo com a demanda e identificar quando é necessário fazer promoções para liberar o estoque.

Invista em marketing que dá retorno

Diante de tantos canais de divulgação disponíveis hoje — especialmente no marketing digital —, muitas empresas desperdiçam tempo e dinheiro em ações que não são efetivas.

Para evitar isso, você precisa focar nas ações que dão retorno financeiro para o seu negócio. Elas podem ser identificadas por meio de uma métrica essencial para quem está de olho na saúde financeira: o ROI (Return On Investment), que revela o retorno gerado pelos investimentos em marketing.

Saiba usar o valor do lucro

Tudo está dando certo, e as finanças do seu negócio estão no azul? Maravilha! Só não vá desperdiçar o lucro da empresa em gastos desnecessários, ok?

Quando a sua empresa tiver lucro, não perca o foco na saúde financeira. Parte do dinheiro deve ir para o capital de giro do negócio, outra parte pode ser investida em melhorias, e o restante pode ir para o seu bolso. Assim, você está garantindo o futuro da empresa.

Tenha um fundo de emergência

E se tudo estiver indo mal? Faz tempo que o pró-labore não aparece mais, você já não consegue pagar as contas e as dívidas estão aumentando. Parece que não há mais nada a fazer.

Para esses momentos de emergência, é importante ter um fundo de reserva, que também serve para gastos inesperados. Mas não adianta pensar nisso só quando surgir a necessidade, o fundo deve entrar no planejamento financeiro que explicamos anteriormente.

Uma saúde financeira positiva indica que as coisas vão muito bem! Mas, para isso, você precisa não só gerar mais rentabilidade para o negócio, como também ficar sempre de olho no controle financeiro. Logo, a organização das finanças é extremamente importante para a sua empresa.


Artigos Relacionados

Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!