Calina

Artigos

Como desenvolver competências empreendedoras?

aprox. 12 min / Produtividade e Estilo de Vida Tendências

fotografia de uma pessoa que possui competências empreendedoras

Empreendedores costumam reunir características valiosas: são pessoas autônomas, dispostas a assumir riscos calculados, capazes de identificar oportunidades, gerenciar recursos e liderar equipes. Essas são apenas algumas competências empreendedoras, sobre as quais vamos falar neste artigo.

Qual empresa não gostaria de contar com profissionais com esse perfil? Competências empreendedoras são muito valorizadas atualmente no mercado de trabalho, porque revelam a capacidade do profissional de agregar valor para uma organização.

Então, vamos ver agora o que são competências empreendedoras, por que elas são tão importantes no ambiente de trabalho e como desenvolvê-las. Acompanhe:

O que são competências empreendedoras?

Competências empreendedoras são características identificadas nos empreendedores de sucesso, que contribuem para a criação de valor para a sociedade por meio da sua atuação em uma organização.

Elas dizem respeito a comportamentos, atitudes, habilidades e conhecimentos que, em alguns casos, são inerentes ao indivíduo e, em outros casos, podem ser desenvolvidos por meio de experiências, educação e treinamentos. 

Elas estão relacionadas não só à atividade de gestão de negócios (como o planejamento e o estabelecimento de metas), mas também às capacidades de relacionamento com os outros (persuasão e liderança, por exemplo) e até consigo mesmo (autoconfiança, por exemplo).

fotografia de uma pessoa estudando como ter competências empreendedorasQuem possui competências empreendedoras consegue obter ter melhores desenvolvimento de carreira.   

Essas características são identificadas nos empreendedores que têm seu próprio negócio, mas não se limitam a eles. Competências empreendedoras são importantes também para gestores e colaboradores que integram a equipe de uma empresa e podem ser desenvolvidas por qualquer profissional.

Principais competências empreendedoras

Existem duas principais correntes que listam as competências dos empreendedores de sucesso. Uma das mais conhecidas é a lista de 10 competências empreendedoras de Cooley. São elas:

  1. Busca de oportunidade e iniciativa;
  2. Persistência;
  3. Comprometimento;
  4. Exigência de qualidade e eficiência;
  5. Capacidade de assumir riscos calculados;
  6. Estabelecimento de metas;
  7. Busca de informações;
  8. Planejamento e monitoramento sistemáticos;
  9. Persuasão e rede de contatos;
  10. Independência e autoconfiança.

Outra linha, dos autores Man e Lau, traz uma categorização das competências em seis áreas distintas:

  1. Competências de oportunidade (identificação, avaliação e busca de oportunidades de negócio);
  2. Competências de relacionamento (relacionamentos interpessoais do empreendedor, inclusive com familiares, amigos e grupos sociais);
  3. Competências conceituais (percepção de situações por diversos ângulos e de forma positiva, inclusive situações de risco);
  4. Competências administrativas (alocação de recursos, planejamento, organização, controle etc.);
  5. Competências estratégicas (visualização de médio e longo prazo, definição de objetivos e metas, avaliação de viabilidade etc.)
  6. Competências de comprometimento (dedicação do empreendedor mesmo em situações adversas ou de insucesso).

Por que é importante desenvolver competências empreendedoras no ambiente de trabalho?

Competências empreendedoras são muito valorizadas no mercado de trabalho atual. As empresas procuram profissionais que apresentem essas características, especialmente para os cargos de liderança.

fotografia de um processo seletivo onde os recrutadores avaliam as competências empreendedoras dos candidatosNas estratégias de recrutamento das organizações atuais, esperasse que os novos colaboradores possuam competências empreendedoras.

Se antes as empresas priorizavam funcionários obedientes e disciplinados, hoje elas procuram profissionais autônomos, criativos, resilientes e motivados — o que vai ao encontro do perfil empreendedor. 

Essas pessoas são capazes de impulsionar o negócio a favor dos seus objetivos, além de influenciar positivamente os seus liderados. Assim, toda a empresa cresce.

Individualmente, o profissional só tem a ganhar com o desenvolvimento de competências empreendedoras. Elas costumam ser exigidas em cargos superiores, de gestão e liderança, que têm remunerações mais altas — portanto, são um caminho para alcançar novos patamares na carreira.

Como desenvolver as competências empreendedoras?

Há muitos debates no meio acadêmico sobre o desenvolvimento de competências empreendedoras: será que o empreendedor nasce com elas ou elas podem ser desenvolvidas ao longo da vida? Certamente existem pessoas que já nascem com essas capacidades, mas quem quer desenvolvê-las também pode.

Essas competências podem ser desenvolvidas desde a infância, sem que a gente nem perceba. Experiências de vida, como uma lição na escola, o convívio com determinado grupo social ou uma mudança de cidade, ajudam a moldar comportamentos para a vida adulta.

Porém, as competências empreendedoras também podem ser aprendidas intencionalmente. É o que acontece quando o profissional procura um curso ou treinamento sobre alguma área técnica ou sobre desenvolvimento pessoal. Existem muitos treinamentos, por exemplo, para desenvolver a capacidade de liderança ou perder o medo de falar em público.

Porém, é claro que esses treinamentos, por si só, não são suficientes para consolidar novos comportamentos e conhecimentos. Eles precisam ser experienciados na prática, na repetição, na relação com os outros, para aumentar a confiança do profissional e para ele reforçar suas competências empreendedoras.

Portanto, não pense que apenas os "empreendedores de nascença" podem ter sucesso. Se você acha que não nasceu com competências empreendedoras, saiba que é possível aprendê-las! 

Mas, você precisa entender que esse aprendizado é um processo, que envolve reflexão, estudo, experiência e ação. E, por isso, exige também bastante dedicação!

Se você definir um planejamento para isso, com objetivos e prazos sobre o que deseja desenvolver, as chances de sucesso são ainda maiores. Nesse caso, você já vai desenvolver algumas competências empreendedoras, como o planejamento e o comprometimento!

Agora, leia também sobre a importância do autodesenvolvimento profissional para o crescimento na sua carreira!


Sobre o autor

Jean de Andrade Jean de Andrade

O Jean é coordenador de operações. Nascido em 1995, é engenheiro eletricista e respira do dia a dia do marketing digital. Nas horas vagas, adora ler.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!