Blog

Como fazer um bom controle financeiro empresarial

Finanças Negócios
Controle financeiro empresarial

Perder o controle financeiro empresarial é um problema para qualquer empresa. Quando você menos espera, falta dinheiro para pagar salários e fornecedores. Então, você começa a pedir empréstimos… E o problema vira uma bola de neve.

Para evitar surpresas nas finanças da sua empresa, que podem dificultar a gestão do negócio e até inviabilizar sua continuidade, você precisa manter um controle financeiro empresarial.

Por meio dos relatórios de controle financeiro — como fluxo de caixa e contas a receber —, a empresa consegue saber sobre tudo que gastou ou recebeu e, assim, avaliar a saúde financeira do negócio e se planejar para o futuro.

Muitos empresários, no entanto, deixam a organização financeira em segundo plano, pois estão mais preocupados com as atividades operacionais. Porém, quando percebem o erro, pode ser tarde demais.

Então, você vai ver agora algumas dicas de como fazer o controle financeiro empresarial:

Utilize os relatórios básicos de controle financeiro empresarial

Controle financeiro empresarial tem tudo a ver com relatórios. São eles que mantêm você informado sobre as movimentações da empresa que já aconteceram ou que ainda vão acontecer. Conheça agora os principais relatórios que você deve ter:

  • Fluxo de caixa: registra todas as entradas e saídas e apura o saldo existente em caixa.
  • Movimentação bancária: registra todas as movimentações e saldos bancários.
  • Vendas: registra todas as vendas do dia e do mês.
  • Contas a receber: registra os valores a receber das vendas realizadas a prazo.
  • Contas a pagar: registra os pagamentos que a empresa ainda deve honrar.
  • Estoque: registra entradas e saídas do estoque para reposição e redução de produtos parados.

Faça uma avaliação das movimentações

Os relatórios acima ajudam a visualizar a situação real da empresa e manter o equilíbrio do caixa. Mas apenas registrar os dados não basta — você só consegue fazer o controle financeiro empresarial baseado neles se tiver um tempo para monitorar e analisar as informações.

Por exemplo: será que o número de vendas atual é suficiente para manter a saúde financeira da empresa? Será que a folha de pagamento está adequada ao caixa? Será que o negócio é lucrativo?

Para responder essas questões, é importante avaliar não só os resultados diários e mensais, mas principalmente os de longo prazo, para ter uma perspectiva mais ampla do controle financeiro empresarial.

Para isso, outro relatório é essencial: o DRE (Demonstração do Resultado do Exercício). Trata-se de uma demonstração contábil que apresenta de forma resumida todas as operações de uma empresa e revela se o negócio teve lucro ou prejuízo em determinado período.

Assim, você tem uma visão não só quantitativa das finanças, mas também qualitativa, que permite fazer projeções e tomar decisões mais certeiras para o controle financeiro empresarial.

Mantenha um controle constante

Não adianta criar os relatórios e esquecê-los em uma pasta do computador. Para ajudarem no controle financeiro empresarial e na tomada de decisões, o monitoramento precisa ser frequente.

O ideal é que o fluxo de caixa e o controle de vendas, por exemplo, sejam feitos diariamente. Se você deixar acumular tudo para o fim da semana ou do mês, algumas informações podem se perder, e os relatórios não vão demonstrar a realidade financeira da sua empresa.

Comece a organizar as finanças o quanto antes

Muitas vezes, organização e planejamento ficam para depois, pois perdem espaço para as tarefas do dia a dia. O problema é que, assim, o empresário  pode se perder no controle financeiro empresarial facilmente.

Portanto, o controle financeiro empresarial deve começar cedo, antes mesmo de iniciar as operações. Mesmo que ainda tenha poucas movimentações para registrar, crie as planilhas e relatórios e faça as estimativas de gastos e recebimentos. Assim, você já estará munido para o futuro.

Além disso, é importante também fazer um planejamento anual. Mas não deixe para fazer isso só depois que o ano começar — o ideal é organizar as finanças e prever os orçamentos no segundo semestre do ano anterior, para já começar o ano preparado.

Utilize um software de controle financeiro empresarial

Você pode fazer todo o controle financeiro empresarial em planilhas do Excel. Na internet, é possível encontrar diversos modelos de planilhas para adaptar ao seu negócio.

Porém, um software de gestão financeira consegue facilitar ainda mais a sua vida. Ele pode automatizar ações — como o pagamento de contas e emissão de notas —, enviar alertas para que você não esqueça nenhum compromisso e gerar relatórios para avaliar os resultados financeiros.

Dessa forma, você ganha agilidade no controle financeiro empresarial e reduz as possibilidades de erros. E, se eles acontecerem, fica muito mais fácil identificá-los no software do que nas planilhas manuais.

Fazer um controle financeiro empresarial é essencial para visualizar a real situação da sua empresa. Assim, você consegue entender os gastos e recebimentos e perceber o melhor momento para fazer investimentos, que possibilitam a evolução do negócio.

Então, não deixe para depois a organização financeira do seu negócio. Comente logo abaixo com as suas dúvidas para podermos ajudar você a começar logo!


Artigos Relacionados

Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!

Fale Conosco