Calina

Artigos

Como divulgar meu trabalho e captar clientes?

aprox. 8 min / Marketing Vendas

Dentre tudo que um profissional autônomo precisa fazer atualmente para chegar ao sucesso, duas questões possuem importância estratégica: Como faço para divulgar meu trabalho e me tornar conhecido? E o que fazer para captar novos clientes? A resposta para ambas é muito simples: você precisa ser achado.

A Importância de Ser Achado

Imagine que você descobriu a fórmula especial de um shampoo que tem como efeito maravilhoso combater (de verdade) a calvície. Simples assim. Lavou o cabelo de manhã, no fim da tarde um pouco de cabelo volta a nascer.

Por ser um shampoo tão revolucionário você decide que não vai fazer nenhuma divulgação dele. Você acredita que o boca a boca vai ser suficiente para trazer milhares de novos clientes.

Como é um produto novo, as redes de supermercado ficam inseguras em colocar nas prateleiras, já que ele ocuparia o espaço de outras marcas. Marcas estas que nesse instante estão vendendo muito bem. Quanto tempo você acredita que irá demorar para vender 10 mil unidades desse shampoo?

Profissionais Autônomos Não Podem Depender Apenas de Indicações

Depender do boca a boca para ter muitos clientes é uma estratégia absurdamente lenta. É bastante comum ouvir profissionais dizendo que demoraram 10 ou 20 anos para conquistar uma agenda lotada. Isso porque o boca a boca tende a acontecer de forma exponencial.

No início são poucas pessoas que conhecem você como profissional, que confiam em você a ponto de te recomendar. Conforme o tempo vai passando, e com bastante trabalho duro, você vai conquistando mais clientes. Isso permite que seu trabalho seja apresentado para mais pessoas, que recomendarão para outras tantas pessoas mais.

Mas pense comigo na seguinte sequência exponencial de números: 2, 4, 8, 16, 32, 64, 128, 256, 512. Nas duas primeiras dobradas (de 2 para 4, depois de 4 para 8) você não vê muito resultado. Um incremento de apenas 2, e depois outro incremento de 4 unidades. Na sétima dobrada você consegue 256 unidades a mais, de uma só vez.

Em outras palavras, quanto maiores os números iniciais, mais rápido é o crescimento.

Entendendo que o boca a boca acontece dessa forma, o que você pode fazer para acelerar o crescimento? Você precisa investir em maneiras de ser encontrado agora, o mais rápido possível.

Existem inúmeros lugares onde você pode estar para ser achado. Revistas, cartões distribuídos em eventos, televisão, Google, Facebook etc. Eu divido esses meios em dois grandes grupo.

O primeiro eu chamo de grupo de “usuários ativos”. São mídias onde você encontra usuários procurando ativamente pelo seu produto ou serviço. Aqui está a busca do Google e também os sites especializados (tais como portais de médicos, dentistas etc.). É o tipo de local em que o usuário vai com a intenção de encontrar algo, seja um produto final ou ainda informações sobre o mesmo.

O segundo grupo, chamado de “usuários passivos”, é onde se encontram várias pessoas que podem ser clientes em potencial. Entretanto, estas ainda não demonstraram claramente quais são suas intenções (por exemplo, buscando o nome exato de um produto). Dessa maneira, é bem mais difícil ser assertivo com elas.

Imagine um outdoor na sua cidade com o anúncio de um perfume feminino. Das 10 mil pessoas que passam ali todos os dias, apenas 3 mil vão considerar o assunto relevante (podemos descartar homens e crianças). Dessas, talvez 200 estejam pensando em comprar um perfume naquele momento. Assim, você terá que gastar uma quantia enorme de dinheiro para conseguir vender alguns poucos perfumes. Afinal de contas, das 10 mil pessoas impactadas pela sua mensagem, apenas 200 serão aquelas que você estava procurando.

Não existe uma estratégia certa ou errada para ser encontrado. Existem inúmeras possibilidades e cada um define a combinação que faz mais sentido. Porém cada uma dessas mídias tem um custo e um impacto. Se você não tem muito dinheiro para investir e precisa de resultados imediatos, minha sugestão é que foque no grupo de usuários ativos.

Como Convencer o Cliente Quando Encontra-lo?

Pense comigo: quando você pede uma indicação de um médico para um amigo, o que realmente está por trás do seu pedido? Na verdade você quer a ajuda de alguém para que não tenha que avaliar sozinho se o médico é bom ou não. Ou ainda se o preço dele está dentro do seu orçamento, se ele vai realmente ajudar a resolver o seu problema etc. Em resumo, você busca um atalho para evitar que tome uma decisão ruim.

Mas quantas pessoas diariamente não tem como recorrer a um conhecido para uma indicação? São dezenas de milhares delas buscando esse tipo de informação! E quando essas pessoas precisam tomar uma decisão sozinhas, normalmente elas vão até o Google ou outra plataforma de buscas. Então procuram o serviço, entram no site e lá começam a fazer todo o processo de avaliação para decidir se aquele profissional é confiável ou não.

E como elas fazem isso? Elas olham se o site é bem construído ou não, se passa uma sensação de profissionalismo. Procuram as credencias do profissional, como a formação ou cursos realizados. Tentam encontrar a opinião de outros clientes sobre aquele profissional. Buscam fotos do lugar e assim por diante.

Por isso, você precisa encarar o seu site como uma ferramenta que auxilia seus possíveis clientes a tomarem uma decisão complexa: devo ou não contratar esse profissional. Com isso em mente, fica muito mais fácil pensar em como você deve estruturá-lo.

Conclusão e 3 Dicas Finais

Para acelerar o seu caminho rumo a uma agenda lotada lembre-se desses três itens:

  1. Se você não está na prateleira, não será encontrado.
  2. No mínimo, esteja presente onde os seus possíveis clientes estão procurando por você.
  3. E por fim, tenha um site que transmite confiança e que facilite a tomada de decisão do seu público.

Mas não se preocupe. Se você chegou até o fim deste artigo significa que está interessante em usar o que há de mais avançado em técnicas de divulgação e captação de clientes. E nós estamos aqui exatamente para auxilia-lo nesta tarefa.


Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!