Calina

Artigos

O Facebook como ferramenta de divulgação e captação de clientes

aprox. 7 min / Marketing Vendas

Aqui vai uma pergunta rápida: você já acessou seu Facebook hoje? Se a resposta foi sim, fique tranquilo. Você faz parte de um grupo de 62 milhões de brasileiros que acessam a rede social todos os dias, só no Brasil.

Além disso, 8 em cada 10 brasileiros estão no Facebook. Isso quer dizer que basicamente todos os seus clientes, atuais ou futuros, estão ali, reunidos em um mesmo local.

Já pensou se você pudesse divulgar o seu trabalho para todos eles?

Facebook: A Maior Comunidade Digital do Mundo

É inegável o imenso papel que o Facebook tomou em nossas vidas. É através dele que ficamos sabendo de notícias, conhecemos novas músicas, vídeos legais, entre inúmeras outras atividades sociais. Além disso, é uma ferramenta poderosíssima para conexão entre pessoas. O que muitos não sabem é que ela também serve para conectar pessoas a marcas, empresas, produtos e, por que não, ao seu negócio.

Mas como diria Peter Parker: “Com grandes poderes vem grandes responsabilidades”. É muito importante saber como usar este recurso da maneira mais correta. Mas saiba que ao fazê-lo você terá à disposição uma ferramenta única para a divulgação do seu trabalho e captação de novos clientes.

As 5 Dicas de Ouro do Facebook

Abaixo selecionei as dicas mais importantes para você, profissional, ter sucesso no Facebook. Use-as sem moderação!

1. Não compre likes

No passado muitas empresas acreditaram que a fórmula do sucesso seria comprar likes para suas páginas. Ou seja, pagar para que pessoas curtissem tais páginas e assim se tornassem seguidoras das mesmas. Isso acontece porque quando alguém curte a página de uma empresa qualquer, passa então a receber esporadicamente conteúdo da mesma.

Mas esse modelo se mostrou ultrapassado com o tempo. Você pode ver inúmeros casos que sofrem com esse erro. Há empresas com literalmente milhões de seguidores em suas páginas. Mas cada um de seus posts não tem mais do que 10 ou 20 likes. Ou seja, a base de usuários daquela página foi montada por pessoas que não guardam uma relação muito forte com ela. E, por isso, não compartilham e não curtem as publicações. Isso compromete o engajamento e diminui a expressão de seus conteúdos para todos os seus seguidores.

2. Nem tudo é promoção ou oferta

Esse é um erro comum que até mesmo empresas enormes cometem frequentemente no Facebook. Você tem que lembrar que o Facebook é uma rede social e que, portanto, parte do pressuposto de que existe uma conexão social entre uma marca (representada ali por uma página) e você. Assim, imagine que você tivesse um amigo na rua que ficasse gritando apenas promoções para você. Se excluirmos os públicos dos verdadeiros aficcionados por promoções, a maioria das pessoas não gostam tanto dessa postura. Por isso, poste conteúdos que sejam relacionados ao seu negócio, mas que ao mesmo tempo sejam úteis e interessantes ao seu público.

3. Mantenha sua página atualizada

Nada é mais desolador do que ver uma página sem postagem alguma. Você sente que aquele negócio está realmente descuidado. Seria o equivalente a ver paredes mal pintadas ou descascando em um escritório físico. Sinais de que não há cuidado com seus clientes. Por isso, se resolver entrar no mundo da gestão do Facebook, saiba que essa é uma responsabilidade que você deverá manter por um longo prazo. Uma página com conteúdo defasado indica que o negócio provavelmente deixou de existir.

4. Interaja com a sua base

No início não haverá muitas pessoas em sua base de usuários. Mas com o tempo, se o trabalho for bem feito, é bem provável que curiosos no seu trabalho comecem a interagir tanto com as postagens quanto através de mensagens e contato direto com você. Mantenha esse vínculo ativo. Isso ajuda a criar uma imagem positiva da sua página e do seu negócio repercutindo também no “boca a boca” fora do Facebook.

5. Crie metas

Para que você se sinta estimulado a manter a sua página constantemente atualizada é importante ter um conjunto de metas. Para isso, considere não somente as curtidas das páginas. Dê ainda mais atenção para interações que são mais relevantes tais como: compartilhamentos, mensagens diretas e comentários. Isso ajuda a manter a motivação e traz o foco para construção de postagens que sejam relevantes para a sua base de usuários.

Conclusão

Houve um tempo em que as ferramentas do mundo digital serviam apenas para entretenimento e lazer. Essa época há muito já passou. No momento em que bilhões de pessoas (isso mesmo, com “b”) passaram a usar diariamente esses recursos, também possibilitaram que um universo inteiramente novo de serviços florescesse à sua volta. Grandes empresas e varejistas já entenderam o tamanho dessa oportunidade. Agora é a vez dos profissionais autônomos participarem também dessa revolução.

E aí, o que achou do artigo? Quer fazer um elogio, crítica ou sugestão? Então deixe seu comentário aqui abaixo.

Se gostou do texto, por favor dê um like em nossa página do Facebook. Você pode fazer aqui no artigo mesmo. Role a página até o fim, se estiver em um smartphone. Ou vá até o topo, se estiver em um computador. Assim saberemos que estamos na direção certa e continuaremos produzindo os materiais que ajudarão você a ter muito sucesso!


Artigos Relacionados

Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!