Blog

Indicadores de produtividade: saiba como adotá-los na sua empresa

Negócios Produtividade e Estilo de Vida
Indicadores de produtividade: saiba como adotá-los na sua empresa

Será que a sua empresa está tendo uma boa performance? O que não está indo bem? Quais pontos poderiam ser melhorados para alcançar mais eficiência? Para saber isso, você deve monitorar os indicadores de produtividade!

Os indicadores de produtividade ajudam a entender como está o desempenho do seu negócio, para conseguir otimizar os processos e produzir mais, utilizando menos recursos. Uma busca constante da gestão de empresas, especialmente dos pequenos negócios, com operações e orçamentos mais enxutos.

Agora, então, você saberá o que são os indicadores de produtividade e como você pode adotá-los, para aumentar a eficiência do seu negócio. Acompanhe:

O que são indicadores de produtividade?

Indicadores de produtividade são métricas usadas para monitorar e otimizar processos, buscando alcançar maior eficiência. Uma organização se torna mais produtiva, quando consegue produzir mais em menor tempo e com menos recursos.

Para medir a produtividade da empresa, então, os indicadores comparam os recursos e esforços empregados com as entregas realizadas. Por exemplo: Se, ao comparar o trabalho de dois vendedores, você percebe que o primeiro consegue converter 5 clientes em um dia, enquanto o segundo só consegue 2 clientes no mesmo período, a conclusão é que o primeiro vendedor é mais produtivo.

Essa lógica de medição pode ser aplicada a funcionários de maneira individual, e também a equipes, processos ou mesmo a equipamentos. Por exemplo: se uma máquina gasta mais energia para produzir o mesmo número de itens que outra mais econômica, então ela é menos produtiva.

Além disso, você pode cruzar os indicadores de produtividade com outras métricas, para ter uma visão sistêmica e mais realista sobre a performance do negócio. No caso dos vendedores, por exemplo, não seria interessante saber se o ticket médio dos clientes do segundo vendedor é maior do que o do primeiro?

Nesse caso, tudo vai depender dos objetivos da sua empresa — se você precisa aumentar a carteira de clientes ou o ticket médio, por exemplo, e quais são os resultados que você considera positivos.

Perceba que os indicadores de produtividade só geram insights para a gestão do negócio quando há um planejamento. Afinal, você só vai saber se os resultados são positivos ou negativos, ao comparar com as metas e padrões pré-estabelecidos pela empresa.

Assim, os indicadores de produtividade geram dados confiáveis, que podem embasar com mais segurança a tomada de decisões. Com essas informações, é possível identificar problemas na produção e oportunidades de otimização dos processos para torná-los mais eficientes.

Veja alguns exemplos de indicadores de produtividade:

Existem diversos tipos de indicadores de produtividade. Então, como, escolher quais deles a sua empresa deve monitorar?

Para não desperdiçar tempo com indicadores que não gerem impacto para o seu negócio, você deve escolhê-los de olho nos objetivos estratégicos da organização. São eles que vão definir as suas prioridades de monitoramento e mostrar se a sua empresa está no caminho certo para alcançá-los.

Agora, vamos mostrar alguns exemplos de indicadores de produtividade que podem ajudar a sua empresa a monitorar a performance. Mas lembre-se de que você mesmo pode desenvolver os seus indicadores, conforme as suas necessidades — basta comparar o que foi produzido com o que foi empregado de tempo, energia e recursos. Veja alguns exemplos:

Unidades produzidas por hora

É um dos principais indicadores de produtividade, especialmente para indústria. Saber quantas unidades saem da sua linha de produção, ajuda a fazer a previsão de vendas, a compra de matéria-prima e a gestão de estoque.

Receita total por vendedor

Indicadores de produtividade: saiba como adotá-los na sua empresa

 

O setor de vendas é fundamental para o sucesso do negócio, por isso a produtividade dos vendedores precisa estar na sua mira. Para isso, você pode dividir a receita total pelo número de vendedores (ou fazer essa avaliação individualmente). O mesmo pode ser feito para avaliar o número de pedidos ou a aquisição de clientes por vendedor.

Taxa de churn

A taxa de churn mede a relação entre clientes que desistiram de assinar um serviço pelo total de clientes ativos dentro de um período. É muito usado pelas empresas do tipo SaaS (Software as a Service), que vendem produtos e serviços por assinatura.

Rotatividade de colaboradores

Para saber como está a rotatividade, divida o número de demissões pelo número de funcionários ativos dentro de um período de tempo. Este é um dos indicadores de produtividade da área de recursos humanos, que mostra o desempenho da retenção de talentos na empresa.

Tempo médio de atendimento

Já este é um exemplo de indicador de produtividade para o SAC da empresa. Quanto menos tempo o call center leva para resolver um chamado, menos recursos precisam ser empregados e maior é a satisfação do cliente. Mas, é claro, não se pode tirar o olho da qualidade, pois não basta atender rápido — o mais importante é atender bem.

Depois de entender como funcionam os indicadores de produtividade, você já pode perceber que eles estão muito além de uma forma de saber como anda a empresa.

Eles são uma ferramenta de gestão para monitorar os processos e otimizá-los para atingir os objetivos estratégicos da empresa.

Lembre-se de que você só pode otimizar aquilo que consegue medir. Por isso, os indicadores de produtividade são um dos seus maiores aliados para ter sucesso no negócio.

Deixe, então, um comentário logo abaixo com as dúvidas ou dicas que surgiram depois de ler este artigo. Queremos saber o que você pensa sobre o assunto!


Artigos Relacionados

Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!

Fale Conosco