Artigos

Nossos conteúdos

Que tal aprender mais sobre como o Marketing Digital consegue ajudar a sanar as dores do seu negócio?

Marketing criativo: saiba mais sobre essa tendência

aprox. 12 min / marketing digital

pessoa desenhando em um papel

Estratégias de marketing criativo conseguem nos impressionar. Um comercial de TV que faz dar gargalhadas, um anúncio no YouTube que prende a audiência ou uma ação nas ruas que tira as pessoas da sua rotina são alguns exemplos que chamam atenção.

Com esse tipo de estratégia, o marketing mostra que pode ser muito interessante. Longe das estratégias insistentes, que só querem vender, que interrompem a vida do consumidor, que não têm nada de relevante para oferecer, o marketing criativo consegue surpreender o mercado e captar a atenção das pessoas.

Agora, para você aproveitar as vantagens do marketing criativo, criamos este artigo para ajudar a explorar a criatividade no marketing e ter os melhores resultados nas campanhas. A seguir, você vai saber o que é marketing criativo e ver alguns exemplos para se inspirar. Acompanhe:

O que é marketing criativo?

Mural na rua com colagens coloridas que se remetem ao poder do marketing criativo para os consumidoresO marketing criativo busca melhores maneiras de se destacar diante das milhões de informações que os consumidores são expostos diariamente.

Marketing criativo são as estratégias de marketing que fogem das soluções comuns para atingir os objetivos que a marca deseja e entregar resultados acima da média.

Não é difícil reconhecer estratégias de marketing criativo que deram certo. Elas são aquelas ações que surpreendem o mercado, que fazem você parar para prestar atenção e conseguem impactar pela emoção. Você pode rir, chorar, ficar espantado ou admirado com o que está vendo (ou vivendo).

Talvez você lembre de algum comercial de TV que já fez dar boas risadas, não é? Mas o marketing criativo não se resume a esse tipo de publicidade — você também pode receber um e-mail marketing criativo, por exemplo, ou participar de alguma ação promocional criativa. Esse tipo de ação tem a vantagem de chamar atenção e marcar na lembrança, muito mais que um anúncio tradicional.

Mas nem sempre o consumidor percebe a criatividade do marketing. As marcas também podem criar estratégias criativas de preço ou de distribuição dos produtos, por exemplo. O consumidor pode não perceber, mas os concorrentes reconhecem. Assim, a marca obtém resultados superiores à concorrência e se destaca no mercado.

Perceba que o marketing criativo não é apenas bonito, divertido, emocionante. Ele também precisa entregar resultados. Esse é o foco.

Como adotar o marketing criativo na sua empresa?

pessoas em uma reunião de planejamento

“Pensar fora da caixa” se tornou uma obsessão dos profissionais de marketing. É preciso usar a criatividade para conquistar os consumidores em um contexto de excesso de estímulos, de atenção dispersa e de falta de tempo. Eles são abordados por dezenas de marcas, mas só têm tempo para aquilo que for realmente relevante na sua vida.

Mas sabemos que fugir dos padrões não é uma tarefa simples. Na pressão dos prazos e orçamentos, é comum adotar os caminhos mais fáceis para entregar as campanhas de marketing. O marketing criativo, porém, exige mais tempo e inspiração para gerar boas ideias.

Portanto, se você quer adotar o marketing criativo na sua empresa, é preciso criar um ambiente propício para a criatividade.

É claro que os prazos são sempre apertados em qualquer organização, mas você pode organizar as rotinas para planejar as campanhas com mais tempo. Assim, os profissionais envolvidos têm mais liberdade e menos pressão para o processo criativo. 

Com mais tempo, eles podem buscar referências em outros trabalhos ou na sua própria memória. Além disso, a empresa também pode promover espaços para que os profissionais troquem ideias e materiais, com a intenção de criar novas referências para o cérebro.

Para estimular a criatividade, também é essencial criar uma cultura de aceitação do erro. Em um ambiente em que falhas são atacadas e punidas, os colaboradores não se sentem à vontade para sugerir ideias que podem não funcionar.

Porém, ideias geniais só surgem depois que muitas ideias ruins são sugeridas e trabalhadas. Esse é um dos princípios do brainstorm, a “tempestade de ideias” que dá início a muitos processos criativos.

Portanto, o marketing criativo depende de uma cultura organizacional que propicie e estimule a criatividade.

Exemplos de campanhas criativas de marketing

menino sendo influenciado pelo repleto marketing criativo que a Times Square carregaAs grandes marcas estão apostando fortemente em campanhas de marketing criativo.

Se o marketing criativo depende de inspiração, trazemos agora algumas ações de marketing que servem como referências para pensar em soluções para a sua marca.

Uma das áreas que exige mais criatividade no marketing é a publicidade no YouTube. Se o anúncio está no início do vídeo, o usuário já quer logo clicar em “Pular anúncio” para chegar logo ao conteúdo que interessa.

Mas a Geico soube driblar esse problema. Para isso, a marca criou anúncios criativos que passam a mensagem dentro dos poucos segundos que o usuário é obrigado a ver. Depois disso, coisas inusitadas acontecem — o que faz o usuário assistir ao anúncio até o final.




Em 2012, a C&A também lançou uma ação de marketing criativo no seu ponto de venda. A intenção era levar a interatividade das redes sociais para a loja física para estimular as compras, com base na ideia de que o consumidor gosta de saber a opinião dos outros antes de comprar.

Então, a loja criou cabides que contabilizavam em tempo real os likes que as roupas recebiam dos usuários na sua página do Facebook. Na hora de escolher a roupa, os clientes podiam saber quais peças tinham melhor aceitação pelo público da rede social.

Portanto, perceba que o marketing criativo não exige ideias mirabolantes. Elas parecem tão simples que fazem a gente dizer “como não pensei nisso antes!?”. Mas essas ideias só chegam a esse resultado depois de muita inspiração, pesquisa e trabalho.

Marketing criativo não exige necessariamente grandes orçamentos. Aliás, a criatividade é a grande ferramenta que você tem para superar orçamentos enxutos. Então, o que você precisa é apenas estimular as ideias com uma cultura organizacional propícia a elas.


Sobre o autor

Pedro Milanezi Pedro Milanezi

Pedro é nosso Gerente de Operações aqui na Calina. Possui graduação em Engenharia Física pela UFSCar além de um MBI (Master in Business Innovation), também pela UFSCar. Gasta parte de seu tempo livre ouvindo música, cozinhando e tirando fotos.


Artigos Relacionados
× Se interessou pelo conteúdo? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar seu negócio
Fale conosco