Calina

Artigos

Entenda o que é e como funciona o marketing de influência

aprox. 18 min / marketing digital estratégia Tendência

Pessoa com celular filmando uma mulher sentada a mesa

Mesmo que você não saiba o que é ou ainda não utilize o marketing de influência, certamente você já viu essa estratégia por aí. Basta usar as redes sociais ou consumir conteúdos na internet para se deparar com inúmeros influenciadores digitais.

O marketing de influência já se tornou uma das principais estratégias digitais das empresas. Mas como isso funciona? Como fazer parcerias de sucesso com influenciadores? Vamos resolver agora as suas principais dúvidas, confira:

O que é marketing de influência?

Peças formando a palavra influencerAs estratégias de marketing de influência aumentaram muito nos últimos anos em todo o mundo.

Marketing de influência são parcerias entre marcas e criadores de conteúdo da web, chamados de influenciadores digitais. A intenção desse tipo de marketing é associar a imagem da marca ao influenciador e ganhar o seu endosso para conquistar a audiência que o acompanha.

De acordo com o relatório do Influencer Marketing Hub, o marketing de influência movimentou 6.5 bilhões de dólares em 2019. Só com esses números você já tem uma ideia do poder dessa estratégia.

Novas plataformas e agências de influenciadores surgem a todo momento — em 2019, foram 380. Nos últimos 3 anos, as buscas por “influencer marketing” no Google cresceram 1500%. 

Os influenciadores têm uma audiência fiel nas redes sociais, produzem conteúdos sobre a sua vida, emitem suas opiniões e conquistam a confiança do público com sua autenticidade.

Com um poder de influência tão grande, eles podem determinar as percepções e escolhas de consumo de quem acompanha suas publicações. E é nisso que as marcas estão de olho.

Essa parceria pode ajudar a atingir diversos objetivos de marketing, como melhorar a percepção de imagem da marca, aumentar o brand awareness ou gerar mais conversões.

Como surgiu

O marketing de influência surgiu com a Web 2.0. Esse conceito se refere a uma fase da web marcada pela participação dos usuários — qualquer pessoa passou a criar conteúdos digitais e publicar em sites, blogs e redes sociais.

Nesse contexto, alguns criadores de conteúdo passaram a se destacar. Eles ganharam milhares de seguidores por meio dos conteúdos publicados, que podiam ser sobre games, moda, humor ou fitness, por exemplo. 

Nomes como Jovem Nerd, Felipe Neto, Whindersson Nunes, Kéfera e Camila Coutinho se tornaram mega celebridades da web.

Então, o marketing abriu os olhos. Se antes a publicidade mirava nas celebridades da TV e do esporte, por exemplo, agora as marcas passariam a olhar para essas “pessoas comuns” que tinham a confiança do público e poderiam contribuir para as suas estratégias de marketing.

Quais são as vantagens de trabalhar com influenciadores digitais?

Mulher sentada em um carro de luxo com as portas abertaA marca pode se aproximar do público através do intermédio e aprovação dos influenciadores.

Influenciadores são autênticos

Influenciadores falam sobre a sua vida, suas experiências, o que conhecem ou estudam. O público se identifica com o que é retratado por esses influenciadores no dia a dia das redes sociais.

Influenciadores têm a confiança do público

Os influenciadores digitais não são celebridades distantes — eles são “gente como a gente”. Com essa proximidade, eles criam uma relação íntima com os seguidores, que se sentem como amigos, com quem podem interagir a qualquer momento. Por isso, existe uma relação de confiança.

Influenciadores impactam opiniões e decisões

Os fãs de influenciadores se importam com o que eles pensam e como eles vivem, eles querem seguir seu estilo de vida. Por isso, se os influenciadores indicam ou usam um produto, os seguidores querem logo saber mais informações. Eles funcionam como curadores de conteúdos e marcas.

Influenciadores se aproximam da marca

O relacionamento de influenciadores digitais com as marcas é bem diferente do que acontece com celebridades tradicionais. Geralmente eles se aproximam e se relacionam diretamente com a empresa. Isso torna o trabalho muito mais autêntico e eficiente.

Influenciadores cabem no seu orçamento

diferentes níveis de influenciadores para caber em todos os orçamentos de marketing. Você pode contratar desde os macro até os nano influenciadores, trabalhar por campanha ou de maneira estendida, fazer parceria com um ou mais influenciadores e, assim, adaptar a estratégia ao seu bolso.

Como criar uma estratégia de marketing de influência?

Agora que você já percebeu as vantagens do marketing de influência, vamos entender melhor como traçar uma estratégia. Veja agora as dicas mais importantes para isso:

Avalie os seus objetivos de marketing

Tudo começa com os objetivos. Por que você quer contratar influenciadores? O que você quer alcançar? Quais são seus objetivos e metas?

Talvez você queira lançar um novo produto, divulgar as ofertas da Black Friday, alcançar um novo público ou melhorar a imagem da marca. Então, defina o seu objetivo antes de procurar influenciadores e começar a produzir conteúdo com eles.

Pesquise sobre os influenciadores

Depois de definir os objetivos, comece a pesquisar potenciais parceiros. Você pode pesquisar diretamente nas redes sociais, mas também existem plataformas e agências de influenciadores, que informam seus principais dados. Você também pode solicitar o mídia kit dos influenciadores de seu interesse para conhecer melhor suas propostas.

Defina o tipo de influenciador que você deseja

Pessoas filmando dois rapazes entrando em um helicóptero.Analisar o tamanho do alcance e a audiência do influenciador antes da parceria é um passo importante no marketing de influência.

Os influenciadores podem ser divididos em 4 grandes grupos, conforme seu potencial de alcance:

  • Nano-influencers: menos de 10K seguidores
  • Micro-influencers: de 10 a 50 mil seguidores
  • Mid-tier influencers: de 50 a 300 mil seguidores
  • Macro-influencers: mais de 300 mil seguidores

Os macro influenciadores oferecem maior poder de alcance, mas podem ser mais distantes do seu público. Enquanto isso, os micro e nano influenciadores têm menos seguidores, mas geralmente têm mais engajamento e confiança da sua audiência.

Selecione os influenciadores

Ao selecionar os influenciadores, não olhe apenas para os números. Entenda também quais têm afinidade com a marca, com os seus valores e com a sua persona. Identifique se a audiência do influenciador é o público que você quer atingir.

É importante também ter sintonia — perceba se os influenciadores têm profissionalismo e com quais você pode criar uma relação de confiança.

Defina os formatos de conteúdo

Quando estabelecer a parceria com os influenciadores, defina quais tipos de conteúdos você espera. É possível trabalhar em diferentes formatos: o influenciador pode publicar nos seus próprios canais, pode aparecer nos canais da marca, pode criar vídeos, textos, stories, etc.

Trabalhe em co-criação

Trabalhar em co-criação significa dar liberdade para os influenciadores criarem, mas também oferecer o suporte que eles precisam.

Eles devem conhecer a empresa, o produto, a campanha, os objetivos do marketing. Eles precisam ser integrados à estratégia. Mas também precisam que você confie na criatividade deles — afinal, é isso que você está contratando também.

Integre com suas estratégias de marketing de conteúdo

Enquanto os influenciadores trabalham, a produção de conteúdo da marca não precisa ficar parada. Aproveite para integrar as publicações deles ao blog e às redes sociais da marca, com menções, reposts e conteúdos complementares. Dessa maneira, você potencializa a sua estratégia de marketing de influência.

Exemplos de campanhas de marketing de influência

Para você se inspirar, vamos lembrar de duas campanhas de marketing de influência que mostram como funcionam as parcerias entre marcas e influenciadores.

O primeiro exemplo é a campanha de lançamento do perfil da Netflix Brasil no TikTok. A empresa lançou o desafio #TudumChallenge na rede social, e fez parceria com alguns influenciadores para incentivar a participação dos usuários. Com isso, a marca já estreou no TikTok com muita visibilidade.

O segundo exemplo é uma campanha do Museu do Ipiranga, de São Paulo, com a influencer Débora Aladim, que faz sucesso na internet com conteúdos sobre história.

A influencer foi convidada para comandar uma série de episódios do podcast Ecos da História. O museu buscou se aproximar e despertar interesse do público jovem pela história do Brasil.

Perceba que essas estratégias estão ao alcance de qualquer marca, independentemente do seu porte ou segmento. Basta encontrar os influenciadores mais alinhados com o seu público, com a marca, com a sua essência e com o seu orçamento.

Gostou do conteúdo? Agora, aproveite para ler sobre share of voice, um indicador importante do marketing que mostra a sua visibilidade no mercado e que pode ser melhorado pelo marketing de influência!

 

Leia mais em nosso blog!


Sobre o autor

Willian Aguiar Willian Aguiar

Willian é nosso Gerente Comercial aqui da Calina, atua desde novas aquisições em diversos segmentos de mercado até trabalhos de farming junto aos times de Operações. Graduando em Engenharia de Produção na UFSCar, no tempo livre gosta de passar bebendo uma cerveja com amigos e ouvindo música eletrônica.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!