Calina

Artigos

Mídia de performance: o que é e por que utilizar?

aprox. 20 min /

Pessoa otimizando uma campanha de mídia de performance em seu tablet

Utilizar mídia de performance é uma das principais estratégias do marketing digital. Nesse tipo de mídia, você sabe exatamente no que está investindo, quem a sua marca vai alcançar e qual retorno está tendo.

Por muito tempo o marketing funcionou sem esses parâmetros. Quem trabalha com publicidade há algum tempo sabe que as mídias tradicionais não oferecem muitos dados sobre o desempenho das campanhas. O investimento era feito quase no escuro — você sabia apenas o perfil do ouvinte da rádio ou a tiragem do jornal, mas não exatamente quem recebia a sua mensagem.

Nas mídias de performance, esse cenário muda bastante — e o marketing só tem a ganhar com muito mais dados e precisão nas campanhas. Por isso, você vai saber agora o que é mídia de performance e como pode aproveitar esses canais nas suas estratégias digitais. Vamos lá?

O que é mídia de performance?

As mídias de performance são canais de marketing digital que permitem segmentar campanhas e medir seu desempenho com alto grau de precisão. Em geral, quando falamos de mídia de performance, falamos de mídias pagas, por isso muitas vezes elas são usadas como sinônimos.

Nesse tipo de mídia, a intenção é, a partir dos dados, otimizar continuamente a performance dos anúncios para obter o máximo de retorno sobre o valor investido. E, para isso, o uso das mídias precisa ser focado em metas, para saber se as campanhas estão no caminho certo.

A mídia de performance está diretamente relacionada ao poder do big data. Afinal, são os dados sobre os clientes e a interação deles com as campanhas que permitem às marcas interpretar os resultados e extrair inteligência para otimizar o marketing.

Por que usar mídias de performance nas suas estratégias?

Pessoa utilizando seu aparelho celularO uso de mídia de performance na estratégia de marketing contribui para melhores desempenhos nas campanhas.

As mídias de performance são pagas. Por esse motivo, muitas empresas deixam essa estratégia de lado e miram apenas em mídias orgânicas, como blogging e SEO. Porém, elas devem se complementar no marketing digital para trazer melhores resultados.

Nas estratégias orgânicas, você não precisa pagar pela mídia. Porém, elas tendem a trazer resultados no longo prazo, não permitem segmentar campanhas e não costumam oferecer uma mensuração precisa sobre o desempenho. Por outro lado, as mídias de performance:

  • Geram resultados rapidamente, no curto prazo;
  • Oferecem alto poder de segmentação do público-alvo;
  • Permitem mensurar as campanhas com precisão e em tempo real.

Apesar de serem pagas, as mídias de performance oferecem total controle sobre o orçamento. Você investe quanto quiser (não há valor mínimo ou máximo) e pode pausar as campanhas ou aumentar os valores a qualquer momento.

Além disso, se você comparar com mídias tradicionais, o custo-benefício é mais vantajoso. Mas, para isso, você precisa conhecer as mídias e saber explorar as oportunidades que elas oferecem.

Quais são as principais mídias de performance?

Pessoa conferindo a campanha de mídia de performance em seu facebook e também no celularPara ter bons resultados com a mídia de performance, é preciso primeiramente conhecer os canais. A seguir, você vai saber quais são os principais:

Rede de pesquisa

A rede de pesquisa corresponde à veiculação de campanhas nos buscadores. Trata-se de um dos formatos de publicidade pioneiros da web: os links patrocinados, que são anúncios de texto ativados por palavras-chave e exibidos nos resultados da busca do Google (ou ainda do Google Maps, Shopping e Imagens).

Rede de display

As redes de display são os sites, blogs, aplicativos e outros canais que veiculam as campanhas. Geralmente, os anúncios são em forma de imagem ou vídeo.

Esse tipo de campanha é ativado com a segmentação do público-alvo por interesses, informações demográficas, lista de clientes ou remarketing.

Social ads

Os Social ads são os anúncios veiculados nas redes sociais, como FacebookInstagramLinkedIn. Esse tipo de mídia oferece opções avançadas de segmentação do público-alvo, já que as plataformas têm dados valiosos de perfil e interação dos usuários.

YouTube

O YouTube faz parte da rede de display do Google, mas vale a pena fazer uma menção específica, já que essa mídia tem alto poder de visualização e engajamento. Você pode usar vários formatos para anunciar no YouTube, como anúncios gráficos, em texto e, é claro, em vídeo.

Google Shopping

O Google Shopping também merece uma menção especial. Se você tem um e-commerce, pode investir nessa mídia para que seus produtos apareçam nos resultados da busca. Em abril de 2020, o buscador anunciou que o Google Shopping vai passar a incluir também anúncios gratuitos de produtos.

Quais são as principais ferramentas de mídia de performance?

Atualmente, o Google Ads e o Facebook Ads são as principais plataformas de mídia paga.

Para investir em mídia de performance e anunciar nos canais que mostramos acima, você precisa acessar a plataforma de anúncios que oferece esses espaços. Atualmente, as principais plataformas de mídia paga são Google Ads e Facebook Ads. Vamos conhecê-las:

Google Ads

O Google Ads (anteriormente chamado de Google Adwords) é a plataforma de publicidade do Google. Por meio dela, você pode criar anúncios para a rede de pesquisa, o YouTube, o Google Shopping e para toda a rede de display que inclui sites parceiros do buscador.

Facebook Ads

Já o Facebook Ads é a plataforma de publicidade do Facebook. Nessa plataforma, você pode configurar campanhas para o próprio Facebook, mas também para o Instagram, o Messenger e o WhatsApp, que são de sua propriedade.

O Facebook Ads também tem uma rede de display com sites parceiros para veicular campanhas.

Tanto o Google Ads quanto o Facebook Ads são ferramentas bastante intuitivas, que oferecem aos anunciantes total controle sobre as campanhas, anúncios, orçamentos e mensuração.

Nessas plataformas, você só é cobrado quando tem resultados em cliques, visualizações, leads ou vendas. O modelo mais usado é o Custo por Clique (CPC), mas você também pode optar pelo Custo por Mil Impressões (CPM) ou Custo por Aquisição (CPA), se estiverem disponíveis para o seu tipo de campanha.

6 dicas para usar mídia de performance no marketing digital

Pessoas em reunião estratégicaÉ importante alinhar o planejamento do uso da mídia de performance com os objetivos desejados.

Então, quer algumas dicas de como usar a mídia de performance da melhor maneira? Trouxemos aqui as boas práticas desse tipo de mídia para você ter os melhores resultados. Confira:

1. Alinhe o uso da mídia com seu planejamento

Não pense em começar a criar anúncios sem antes refletir sobre o que você deseja com isso. Assim como qualquer estratégia de marketing digital, antes é preciso alinhar o uso da mídia com o planejamento do marketing.

Mídia de performance precisa de foco. Então, defina os objetivos, metas e indicadores de acordo com o que a marca deseja alcançar. Se quer vender produtos da loja virtual, por exemplo, é isso que vai nortear as escolhas de criação dos anúncios e de mensuração da campanha.

2. Alinhe a escolha da mídia com a jornada de compra

O alinhamento das campanhas de mídia de performance também deve ser feito com a jornada de compra. É preciso adotar a abordagem certa para as etapas da jornada, de acordo com as dúvidas, necessidades e comportamentos do consumidor em cada uma delas.

Se está no início da jornada, não adianta direcionar a ele um anúncio de venda. Nos links patrocinados, por exemplo, você poderia investir em palavras-chave amplas, com anúncios que levem o consumidor a conhecer sua marca.

Já as palavras-chave específicas (de cauda longa) podem ser usadas para quem já está mais avançado e já pode comprar.

3. Defina um público-alvo certeiro

Um dos grandes diferenciais da mídia de performance em relação aos canais offline e às mídias orgânicas é o poder de segmentação do público. Então, aproveite todo esse potencial para definir um público-alvo certeiro, para que o anúncio atinja exatamente quem você quer.

Explore todas as opções de filtros, desde os dados demográficos até os comportamentos e interesses. Na rede de pesquisa, o público-alvo também é definido pelas palavras-chave que os usuários usam na busca. Nas redes sociais, você pode usar informações valiosas sobre as interações dos usuários, inclusive com a sua página.

4. Inclua uma chamada para ação (CTA)

A Mídia de performance deve estar sempre ligada a um objetivo. A marca pode querer gerar leads, aumentar as vendas, lançar um produto, ser mais conhecida etc. Então, você deve dizer ao usuário o que quer que ele faça, para chegar a esse objetivo.

A chamada para ação (CTA) cumpre esse papel. “Acesse o site”, “compre agora”, “baixe gratuitamente” são alguns exemplos de CTAs. Perceba que elas também devem estar alinhadas à etapa de jornada e ter um tom imperativo, para incentivar a tomada de ação pela pessoa.

5. Planeje as landing pages

Ao clicar no seu anúncio, onde o usuário vai cair? Pense nas “páginas de aterrissagem”, mais conhecidas como landing pages. Elas devem estar alinhadas à mensagem do anúncio, já que ele cria uma expectativa no usuário, que deve se cumprir na página de destino.

No caso dos links patrocinados, por exemplo, a experiência do usuário na landing page é um dos fatores que afeta o desempenho do anúncio.

As landing pages podem ser criadas especificamente para as campanhas ou você pode usar páginas já publicadas no seu site, como uma página de produto, por exemplo. O importante é que ela tenha total foco na conversão do usuário para que você atinja o objetivo principal da campanha.

6. Acompanhe as métricas constantemente

Nas mídias pagas, você deve estar sempre de olho em oportunidades de ajustes e melhorias para otimizar a performance constantemente. Quem trabalha nessa área é obcecado em extrair o máximo aproveitamento do orçamento.

Para isso, existe uma infinidade de métricas. Acompanhe o desempenho geral, mas foque naquelas métricas que são KPIs, ou seja, os indicadores-chave de performance que mostram se as campanhas estão atingindo os objetivos e metas definidos.

Agora você já conhece as principais boas práticas para adotar a mídia de performance nas suas estratégias de marketing digital.

Se você precisa de uma ajuda para isso ou quer extrair melhores resultados das suas campanhas, saiba que você pode contar com os serviços da Calina. Somos especializados em marketing digital e em campanhas de mídias pagas.

Entre em contato agora para saber como podemos ajudar a sua empresa!


Sobre o autor

Grupo Raccoon Grupo Raccoon

Conteúdo exclusivo do Grupo Raccoon. O Grupo é formado pelas agências Calina, Raccoon e Rocky e tem performance em seu DNA.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!