Blog

Pago vs Orgânico: como o Google vai trazer mais clientes

Marketing Vendas

O Google é hoje a marca mais valiosa do mundo, segundo a Forbes. Mas o que você tem a ver com isso? É que a fonte de tamanha riqueza impactará cada vez mais a sua vida. Surpreso? Na verdade, uma revolução sem precedentes está acontecendo. E as empresas que não entenderem essa grande mudança acabarão relegados às margens do mercado. Mas não se preocupe: se você está aqui significa que está interessado em fazer parte da transformação. Continue lendo o artigo e nós da, Calina Marketing Digital, vamos apoia-lo durante todo o processo.

Você se lembra quando ainda não havia o Google e era quase impossível encontrar uma informação, fosse na Internet ou fora dela? Mas então chegou a ferramenta que mudaria nossas vidas: as buscas do Google!  Já não nos imaginamos viver sem essa praticidade. Pois bem, é por meio desse mecanismo que se dá a principal fonte de receita do Google. E é nessas buscas que seu cliente está, nesse instante, procurando por você. Para que você possa começar a explorar as oportunidades desse maravilhoso mundo novo, explicaremos as diferenças entre os dois tipos de resultados do Google: orgânico e pago.

Orgânico vs Pago

Já faz algum tempo o Google passou a tornar menos perceptível a diferença entre o que é um resultado pago e um resultado orgânico de uma busca no Google. Por isso, hoje, talvez você nem consiga perceber claramente a diferença entre esses resultados. Mas se reparar um pouco a divisão é bem simples. Veja abaixo:

Na imagem, a área vermelha compreende a pesquisa paga, identificada pelo box verde escrito Anúncio. Todo o resto é considerado resultado orgânico.

Resumindo: a diferença entre essas duas áreas é que para estar na posição vermelha é preciso pagar. Já na área na azul, no resultado orgânico, não custa nada. Todos os cliques de seus futuros clientes são gratuitos.

Existem estratégias específicas para aparecer em uma posição melhor, tanto na área paga quando na área orgânica. Falemos sobre as vantagens e desvantagens desses dois espaços.

 

Tráfego Pago (ou Adwords)

Vantagens

A principal vantagem de se utilizar os anúncios pagos do Google é que você consegue resultados imediatos. No mesmo dia em que você começa a anunciar você conseguirá trazer tráfego. Para quem busca um retorno a curto prazo, sem dúvida os anúncios pagos são a melhor opção.

No resultado pago você (ou alguém designado por você) é responsável por toda a construção das mensagens. Dessa forma, todo seu conteúdo é personalizado para o seu negócio. Além disso, também é sua decisão definir para quais páginas de seu site você quer direcionar este fluxo de visitantes. Por exemplo: quer apresentar um produto inovador, falar sobre seu novo site ou captar clientes? Basta criar páginas específicas e então encaminhar para elas o público que você acredita ser o mais indicado.

Também é possível (e aconselhável) que você utilize uma série de extensões que permitem exibir informações extras e relevantes para seus usuários. Apresente no resultado de busca a localização do seu consultório. Disponibilize links complementares para partes específicas do site (chamados de sitelinks). Use extensões de comentários para trazer informações de terceiros qualificados acerca do seu trabalho ou várias outras opções. As possibilidade são inúmeras!

Por fim, uma vantagem incrível dessa ferramenta é que você pode investir qualquer quantia que achar interessante para o seu negócio. Comece gastando uma pequena fração para ir se adaptando à ferramenta. Está satisfeito com o resultado? Aumente seu orçamento e veja o número de pessoas chegando no seu site aumentar. Ainda está inseguro? Com um clique a campanha é pausada e o gasto encerra-se imediatamente.

Quer saber mais como os resultados pagos podem ajudar você? Então clique aqui e leia o artigo que o Daniel Palis, MBA em Marketing Digital, escreveu especialmente para você.

Desvantagens

As desvantagens desse tipo de anúncio são basicamente duas: custo e complexidade. O fato de que você precisa pagar sempre para aparecer pode ser um problema. Óbvio que se comparado a qualquer outra mídia paga, essa desvantagem será a mesma. Aliás, no caso do Google ainda existem os pontos positivos de você poder definir exatamente quanto quer gastar. E ainda, dada a competitividade do mercado brasileiro no momento em que esse artigo é escrito, podemos dizer que esta ainda é uma mídia relativamente barata.

A segunda desvantagem é a questão da complexidade. Definitivamente, por mais que o Google invista em tornar suas ferramentas mais simples e intuitivas, elas ainda exigem conhecimento técnico para serem operadas. É comum ver anunciantes frustrados com seus resultados digitais. Mas na maioria das vezes isso se deve a um mal uso das ferramentas. Portanto, aconselha-se que antes de investir uma quantia considerável você aprenda os conceitos básicos. Nos próximos artigos e cursos vamos trazer tudo que você precisa saber para que tenha muito sucesso no universo digital!

Tráfego Orgânico

Vantagens

A principal vantagem do tráfego orgânico é que ele é gratuito. É claro que não pagar para trazer tráfego para seu site é sempre um ótimo negócio. Outra vantagem é que os resultados são mais consistentes ao longo do tempo. Ou seja: caso você consiga uma posição de destaque para algumas palavras-chave importantes para o seu negócio, provavelmente você consiguirá mantê-la por bastante tempo. As mudanças no posicionamento deste tipo de resultado costumam ser mais demoradas e também mais duradouras.

Outra vantagem é a questão do volume. Se bem trabalhado, é possível trazer um volume muito expressivo e constante de visitas para o seu site.

Por fim, as pessoas tendem a confiar mais em resultados orgânicos do que pagos. Sites que aparecem nas primeiras posições para buscas importantes tendem a ser considerados como referências no assunto. Daí o enorme prestígio que se tem ao conquistar tal destaque.

Desvantagens

Para explicar aquela que talvez seja a única desvantagem do tráfego orgânico, vou usar uma metáfora e compará-la a uma dieta: não é porque você sabe exatamente o que deve comer que será fácil fazê-lo.

Em outras palavras: ainda que existam inúmeros manuais confiáveis sobre como conduzir um trabalho de SEO (Search Engine Optimization, denominação dada ao trabalho de melhorar o posicionamento orgânico das palavras), este é complexo e trabalhoso. Ele envolve diferentes áreas. Por exemplo: é preciso cuidar da estrutura “de trás” do seu site. Deve-se ter uma estratégia para a construção de uma rede de links que apontem para ele. É importante produzir conteúdo de qualidade e com alta frequência, entre outras.

Adicionalmente, é importante pontuar que o trabalho em SEO demorará ao menos 2 ou 3 meses para começar a mostrar algum retorno. Assim, se você busca resultados de curto prazo, esse não é o caminho a seguir.

Conclusão

Não existe ferramenta melhor ou pior no Marketing Digital. Na maioria dos casos, a solução ideal combina o uso de diversos elementos para se chegar em um resultado esperado. Por exemplo: pode-se começar patrocinando buscas pagas para gerar o tráfego inicial ao seu site. Com isso, o retorno também será imediato. E enquanto os primeiros visitantes chegam de maneira paga, um plano para a busca orgânica deve ir ganhando corpo. Ao fim de alguns meses, então, finalmente atinge-se um ponto de equilíbrio entre as duas. Agora, o que não se recomenda em hipótese nenhuma é deixar de usar estas, e outras ferramentas, do Marketing Online. Há um universo de incríveis oportunidades apenas esperando os audaciosos que tiverem coragem suficiente para reinvidica-las.


Artigos Relacionados

Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!

Fale Conosco