Calina

Artigos

Retargeting: o que é e como pode ajudar sua empresa

aprox. 14 min / marketing digital estratégias

Pessoa com cartão de crédito em mãos no computador.

Quando o retargeting surgiu, aqueles anúncios que perseguiam as pessoas depois de visitarem algum site causava estranhamento. O que era aquilo? Como as marcas sabiam que a pessoa havia se interessado por algum produto naquele site? Era assombração!?

Nada disso: aquilo era uma estratégia de marketing, que se popularizou nos últimos anos. 

O retargeting, também chamado de remarketing, é uma das formas mais eficientes de gerar leads e vendas na internet, já que a publicidade da marca alcança pessoas que já demonstraram algum interesse nela ou nos seus produtos.

Neste artigo, vamos falar mais sobre o que é retargeting, como essa estratégia pode ajudar a sua marca e como você pode utilizá-la para ter mais resultados no marketing digital. Acompanhe:

Retargeting: o que é isso?

Retargeting é uma estratégia de marketing digital que atinge usuários que já tiveram alguma interação com a marca, com o objetivo de fazer uma nova oferta e recuperar seu interesse. 

O retargeting também é conhecido como remarketing, que é a nomenclatura mais usada pelo Google.

Você sabia que 92% dos consumidores não fazem uma compra na sua visita inicial ao site de uma marca? Eles precisam voltar mais vezes para amadurecer a escolha e comprar. Então, a própria marca pode chamar esse potencial cliente de volta com o retargeting.

Esse usuário que será alvo da estratégia pode ter visitado um conteúdo ou um produto do site, adicionado produtos no carrinho (sem finalizar a compra) ou até já ter feito uma compra no e-commerce.

A partir dessa ação, a marca cria anúncios personalizados para oferecer novos conteúdos de acordo com o interesse do usuário, ou lembrar que ele visitou determinada página ou deixou um produto no carrinho, ou recomendar produtos complementares à sua última compra.

A intenção do retargeting, portanto, é fazer o potencial cliente realizar a conversão desejada e avançar na sua jornada de compra.

Por que usar o retargeting no marketing digital?

No marketing digital, novas ferramentas permitiram que a personalização ganhasse força. Quando a marca direciona a comunicação, a publicidade e a recomendação de produtos especificamente para cada pessoa, as chances de conversão aumentam.

É isso que acontece com o retargeting. Você lança mão de uma estratégia que atinge em cheio os interesses da pessoa, pois você sabe que ela já visitou aquela página ou buscou informações sobre um produto.

Mulher ao ar livre, usando laptop O retargeting é uma excelente estratégia de venda.

Por causa disso, você sabe também que a jornada de compra já está num estágio avançado. Então, a conversão fica mais próxima. No caso do e-commerce, a vantagem é ainda maior, já que a pessoa pode fechar a compra no ambiente virtual, logo que vê o anúncio de retargeting.

Além disso, o retargeting também aproxima marca e consumidor. Afinal, você mostra que conhece os gostos da pessoa e ainda facilita o processo de compra ao levar até ela o produto ou conteúdo do seu interesse.

Como funciona o retargeting?

Retargeting não é uma estratégia manual. Já imaginou se você tivesse que criar anúncios para cada pessoa que visitasse o seu site ou deixasse um carrinho abandonado? Seria inviável. Por isso, o retargeting se baseia na automação de marketing e anúncios dinâmicos.

Funciona assim: primeiramente, você precisa instalar um cookie da plataforma de publicidade no seu site (o pixel do Facebook, por exemplo). Essa tag vai rastrear os passos do usuário.

Depois, você precisa configurar uma campanha de retargeting em alguma plataforma, como Google Ads, Facebook Ads ou ferramenta de e-mail marketing. Na configuração, você deve definir os critérios para disparar os anúncios e os canais de veiculação (e-mails, sites, redes sociais e buscadores).

Então, quando o cookie identificar que o usuário realizou a ação que você configurou na campanha, ele entra na lista segmentada da sua publicidade. Assim, os anúncios são disparados por onde ele navegar na web, de acordo com os canais que você escolher.

Esses anúncios costumam ser dinâmicos, ou seja, eles são gerados automaticamente conforme as interações de cada usuário. É isso que permite fazer uma oferta personalizada para cada pessoa, que faça sentido para ela. Se o visitante deixou produtos no carrinho, por exemplo, são aqueles produtos que devem aparecer na mensagem.

Como usar o retargeting na sua estratégia de marketing?

Uma estratégia de retargeting pode ser criada em diferentes plataformas e adotar diferentes abordagens. Veja agora algumas dicas que você pode adotar nas suas campanhas:

Escolha a plataforma para a campanha de retargeting

Você pode criar campanhas de retargeting em diferentes plataformas. Cada uma oferece diferentes opções de configuração.

No Facebook Ads, você pode criar anúncios para alcançar o usuário quando ele acessa Facebook, Instagram (feed ou stories), Messenger e Audience Network (sites parceiros). No Google Ads, é possível criar listas de remarketing para a rede de pesquisa e de display (sites parceiros). Também é possível configurar retargeting em plataformas de e-mail marketing.

Defina o período e frequência de veiculação

O sucesso de uma campanha de retargeting também depende da definição de quando e quantas vezes os usuários receberão os anúncios ou e-mails.

Não perca o timing do retargeting. A lembrança de um produto deixado no carrinho, por exemplo, não pode demorar muito. Mas você também pode adotar uma abordagem de reativação de clientes e enviar e-mails e anúncios 30 dias depois de uma compra, por exemplo.

Quanto à frequência, se você insistir muitas vezes, talvez o usuário se canse da sua marca. Mas, se abordá-lo apenas uma vez, talvez não seja suficiente para influenciar sua decisão. 

Então, é importante fazer testes para identificar como o público recebe melhor a sua abordagem.

Explore upsell e cross-sell

Uma boa ideia para as campanhas de retargeting é explorar upsell e cross-sell, que recomendam outros produtos ao usuário em vez de apenas lembrar sobre itens que ele já visualizou.

Mulher usando computador e cartão de crédito em mãos, pensativa.Upsell e Cross-sell são boas opções de remarketing.

O retargeting de upsell recomenda produtos similares de maior valor para usuários que 

deixaram itens no carrinho – um celular com melhor desempenho, por exemplo. Assim, você oferece uma melhor alternativa, ajuda a pessoa a fazer sua escolha e ainda aumenta o valor da compra.

Já o cross-sell pode abordar tanto usuários que abandonaram o carrinho quanto clientes que já fizeram uma compra

A intenção aqui é recomendar produtos complementares aos itens abandonados ou comprados. Isso também influencia a decisão de compra e faz a pessoa voltar para gastar mais com a sua loja.

Não pense apenas na venda

O retargeting tradicional costuma ser focado na venda: a intenção é fazer o cliente voltar ao site para fechar uma compra.

Porém, o retargeting também pode servir como ferramenta de nutrição dos leads. Você pode criar e-mails e anúncios que entreguem conteúdos de valor para o usuário e que ajudem a aprofundar algum assunto em que ele tenha se interessado.

Considere o retargeting das redes sociais

O Facebook Ads permite criar anúncios para pessoas que tenham interagido com a marca no próprio Facebook ou no Instagram. O retargeting pode alcançar quem visualizou um vídeo da sua marca, confirmou presença em um evento, preencheu um formulário na rede social ou ainda acessou seu perfil no Instagram.

Por exemplo: você pode ofertar um e-book sobre o tema de um evento do qual o usuário participou. Dessa maneira, você consegue converter os seguidores das redes sociais em oportunidades de negócio, o que é uma das grandes dificuldades das empresas no marketing digital.

Perceba como o retargeting oferece várias possibilidades de abordagem para alcançar as conversões que você deseja. Conquistar uma venda que parecia perdida pode ser o grande trunfo, mas você também pode usar essa estratégia para fazer o seu público avançar nas etapas da jornada.

Agora, aproveite para saber mais dicas de como vender mais no seu e-commerce!


Sobre o autor

Grupo Raccoon Grupo Raccoon

Conteúdo exclusivo do Grupo Raccoon. O Grupo é formado pelas agências Calina, Raccoon e Rocky e tem performance em seu DNA.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!