Calina

Artigos

Como eu faço para meu e-commerce vender mais?

aprox. 6 min /

El ecommerce crece en España y supera los 400.000 millones de ...
Talvez você já tenha ouvido falar sobre o funil de vendas. A expressão se refere à jornada linear do consumidor que, primeiro, tem a necessidade de consumo, depois procura as opções, compara preço e produto, até que compra. Se você aprendeu bem sobre isso, ótimo. Mas, preciso dizer que essa é apenas uma das muitas jornadas que os consumidores fazem no mundo digital. Você também precisa estar atento a todas as outras.

É que a tecnologia digital e os aparelhos móveis mudaram a lógica de consumo. Em poucos segundos o cliente consegue saber tudo sobre um produto, assistir a críticas sobre ele no Youtube, comparar preços e saber a loja física mais próxima. Ele também pode ser convencido de muitas formas: enquanto navega nas redes sociais, em um anuncio no seu site preferido ou com uma mensagem de Whatsapp.

Como funciona a jornada de compra do shopper? - Mundo do Marketing

A verdade é que todas essas possibilidades criam, também, jornadas tão únicas quanto cada um de nós. O próprio Google chegou a essa conclusão depois de analisar, durante seis meses, milhares de dados extraídos da sequência de cliques de usuários. A conclusão foi que nenhuma jornada é igual à outra, e que, na verdade, a maioria delas não se parece nada com um funil. Elas são como pirâmides, diamantes ou ampulhetas.

Mas o que você tem a ver com isso?

Enxergar essa mudança no perfil do consumidor é essencial para entender que a forma de anunciar também mudou. O marketing digital surge como solução nesse contexto porque ele é menos sobre divulgações em massa e mais sobre experiência do usuário e personalização. A partir da coleta de dados do consumidor como conteúdos de interesse na internet, tempo de navegação e compras anteriores, é possível desenhar estratégias sob medida para cada usuário e sua jornada singular.

Não é mais um tiro de canhão no escuro, como as marcas faziam com os comerciais de TV, percebe? O monitoramento de dados permite que o anunciante use estratégias que são mais modestas, mas muito mais certeiras. 

Se você é um pequeno vendedor de um marketplace, por exemplo, fazer um post de blog sobre um assunto que interessa diretamente seu público, pode ser a isca perfeita para atrair ou convencer clientes.

As possibilidades são muitas e não há verdades absolutas no marketing digital. A não ser, é claro, a verdade de que o consumidor não é mais o mesmo. Aceitar que a tecnologia alterou as regras do consumo é o primeiro passo para encontrar e impactar seus clientes, seja no funil, na ampulheta, na pirâmide ou no formato da jornada que ele quiser.

Quer saber qual é a solução perfeita para o seu negócio? Clique aqui e converse com um dos nossos especialisas!


Sobre o autor

Daniel Palis Daniel Palis

Possui formação em Ciência da Computação pela USP, Publicidade & Propaganda pela UFG, além de um MBA em Marketing Digital (ESPM/SP). Trabalhou por mais de 3 anos na SKY, empresa de TV por assinatura, fazendo parte da equipe de Marketing.


Artigos Relacionados
× Baixe agora nosso e-book sobre 10 dicas de marketing digital para sua empresa
Quero o e-book!